Dropshipping o que é
maio 16, 2022

O que é Dropshipping? Conheça a tendência que conquistou o mercado

Por admin

O Dropshipping se consagrou como um modelo vantajoso e que vem dando bons resultados no e-commerce, e vem sendo muito utilizado.

Nestes casos, o lojista é o intermediário de vendas pela internet. Ou seja, não necessita ter um estoque e enviar os produtos, que são responsabilidades dos fornecedores.

Por isso, se tornou uma forma de negócio muito atrativa, pois é mais fácil de administrar e gera bons retornos. Porém, antes de qualquer coisa é preciso entender completamente o que é o Dropshipping, como funciona e se realmente vale a pena para a sua empresa.

Alguns conceitos, que serão explicados ao longo do texto, facilitam os processos de escolha e de tomada de decisão.

Dropshipping o que é

Entenda o que é dropshipping:

A palavra dropshipping é a união de dois significados, sem eles: drop, traduzido como largar e shipping, que significa remessa.

Nesses casos, a empresa que opta pelo modelo delega para outra empresa o cuidado com a parte do estoque de produtos. Mesmo assim, aquele e-commerce continua atuando na venda das remessas, mas os fornecedores é que enviam ao cliente.

Dessa forma, os lucros são repartidos para cada um que está envolvido no processo. Quem vendeu o produto recebe a diferença entre o preço cobrado para o usuário e o valor cobrado pelo parceiro. A metodologia foi criada visando benefícios para todos e para garantir mais eficiência na entrega dos produtos.

Pois, o cliente consegue receber o seu produto mais rápido, o que gera satisfação e indicação. O fornecedor tem a chance de continuar movendo o estoque e a loja ganha reconhecimento. Não é à toa que o dropshipping revolucionou o mercado de vendas online.

Porém, a parceria precisa ser algo bem estruturado e pensado no longo prazo. Graças ao estudo e planejamento, a Amazon se consolidou no ramo usando esse método.

Mesmo sendo um modelo que não exige investimentos altos, precisa ser considerado os fatores de confiabilidade entre vendedor e fornecedor. Afinal, para o cliente nem sempre fica claro que o lojista não participa do processo de entrega. Sendo assim, os problemas relacionados com a compra ou a entrega dos produtos é levado para o vendedor.

Agora que você já sabe o que é dropshipping, vamos entender um pouco melhor como ele funciona na prática.

E na prática como funciona o Dropshipping?

Tecla de comprar

O processo de funcionamento do dropshipping é bem fácil. Tudo se baseia na divisão de tarefas entre as duas partes, lojista e os fornecedores, que buscam juntos oferecer uma experiência de qualidade ao cliente.

Separamos um passo a passo para exemplificar como funciona na prática.

1º – Pedido do cliente

Tudo começa com a efetuação do pedido pelo cliente, que escolhe o produto da loja virtual ou marketplace. Nessa hora, o valor total da compra fica disponível, com o preço que você definir para a venda.

O pagamento é realizado pela plataforma do vendedor, que fica responsável pela aprovação de transações.

2º – Repasse do pedido para o fornecedor

Assim que o pedido do cliente for encaminhado e aprovado o lojista deve passar para o fornecedor.

Ao efetuar esse processo, o fornecedor irá receber o preço de atacado do produto. Ou, então aquilo que foi combinado por meio do contrato e que retenha o valor do seu lucro na venda.

Nessa etapa só participam o vendedor e o fornecedor, o cliente apenas aguarda a entrega.

3º – Envio do produto para o cliente

Agora quem assume as rédeas do processo é o fornecedor, que já está com o pedido do cliente armazenado no seu estoque.  Nesse momento ocorre a separação, embalagem e envio do produto para o destinatário.

Ás vezes os produtos podem contar com a identificação da loja, porém na maioria dos casos é a marca do fornecedor que aparece mais. Essas questões variam dependendo do tipo de acordo entre os envolvidos.

O processo da venda só termina quando o cliente recebe a sua compra. Importante ressaltar que, se a pessoa quiser trocar ou devolver o item é preciso entrar em contato com o vendedor. Ao esclarecer o que deve ser feito, o lojista passa a nova solicitação para o fornecedor que realiza os trâmites logísticos.

Cartões de crédito

O que o vendedor precisa ter para fazer Dropshipping?

O vendedor no modelo dropshipping é considerado um intermediário. Porém, ele assume algumas funções especificas e precisa exercer certas atividades. Algumas delas são:

Montar e administrar a plataforma de vendas

Esse é o pontapé inicial, o lojista deve ter a sua plataforma na internet, seja uma loja virtual, um marketplace ou outros canais.

É por aqui que acontece o gerenciamento dos pedidos, pagamentos e o despache da solicitação para o fornecedor.

Ajuste de preço

Geralmente é o lojista que define o preço, porém é algo que pode ser conversado no acordo. Mas é importante que o vendedor esteja por dentro das tabelas de mercado. Dessa forma, é possível saber os números exatos para gerar lucro e satisfazer o cliente. Tudo deve ser feito estrategicamente para ser vantajoso para todos.

Ter uma cartela de clientes

O vendedor precisa vender suas peças, para isso deve atrair clientes e até mesmo construir um público fiel. Falando em e-commerce, o marketing digital é um grande aliado neste quesito, são diversas estratégias que podem dar o resultado esperado.

Atendimento

O cliente não entra em contato com o fornecedor. Por isso, o lojista precisa de uma rede de atendimento para sanar todas as dúvidas e necessidades do cliente. Criando assim um vínculo, que pode se tornar uma estratégia de marketing baseada no “boca a boca”. Quando um cliente indica seus produtos ou serviços para outros mostra um grau avançado de confiança.

Conhecer os fornecedores

A sua reputação como vendedor depende do trabalho do fornecedor. É preciso conhecer e entender o seu parceiro, um depende do outro para completar os processos e lucrar.

O Dropshipping vale a pena?

Loja de dropshipping

O modelo é rentável, econômico e tem oportunidade de crescimento. No Brasil, o setor de comércio eletrônico se aproveitou bem desse método.

Além disso, é muito fácil, pois depende do mercado digital, que não tem alto custo de investimento. Com o dropshipping é possível quebrar algumas barreiras geográficas, com um fornecedor em outras regiões é possível você atender clientes de localidades distintas.

Em quesito de versatilidade também é um diferencial. O método permite que vendedores tenham fornecedores variados e oferecendo diversos produtos. Ou seja, é viável aumentar o leque de clientes.

É uma saída muito vantajosa, porém requer pesquisa, dedicação e muito gerenciamento para que o processo seja impecável e agrade o cliente. Então, tenha bem definidas todas as suas estratégias.